sexta-feira, 18 de outubro de 2013

A legislação infanticida e a ditadura do relativismo da União Europeia


[ Enviado pelo leitor Guilherme Ferreira ]

___________________________________


« O projecto de uma resolução do Parlamento Europeu promove o aborto e ataca a objecção de consciência.

Condena o “abuso da objecção de consciência" em relação ao aborto e conclama os Estados-membros a “regularem e monitorizarem o uso da objecção de consciência” (...)  Alega que o aborto é um direito humano garantido pela lei internacional.  »




 Numa primeira fase, relativiza-se o valor da vida humana e deixa-se à "consciência de cada um" a moralidade do acto de matar de crianças.

Na fase seguinte penaliza-se e proíbe-se a objecção de consciência ao acto de matar crianças ! 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Se vai comentar para defender a legalização do aborto veja primeiro este video. Caso mantenha a decisão de comentar para apoiar a legalização da matança dos fracos e inocentes, escusa de perder tempo. O seu comentário não será publicado.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...