sábado, 7 de maio de 2011

Homem aponta arma a namorada e diz: "Ou fazes um aborto seguro, raro e legal ou mato-te!"

Homem do Ohio que empunhou uma arma e tentou forçar a sua namorada a matar o bebé que ela trazia no ventre declarou-se culpado das acusações de tentativa de homicídio em relação ao filho de ambos.

Dominic L. Holt-Reid, um estudante universitário de 28 anos e pai de seis, foi acusado segundo uma lei de 1996 que define a terminação ilegal de uma gravidez como um assassínio. Os procuradores alegam que Yolanda Burgess, a namorada de 26 de Holt-Reid, inicialmente concordou em "terminar a gravidez" (matar o seu próprio filho) quando já estava 3 meses grávida.

Mas quando a Yolanda mudou de vontade no dia em que o assassinato do bebé ia ser levado a cabo, Holt-Reid, um criminoso que estava em liberdade condicional devido a uma condenação anterior (relacionado a drogas), alegadamente tirou para fora uma arma e forçou-a a conduzir até ao matadouro mais próximo. Ele acompanhou-a até ao interior com a arma escondida no cinto.

No entanto, a Yolanda conseguiu passar um papel aos empregados da "clínica" alertando-os para o que se estava a desenrolar. Eles chamaram a polícia e prenderam Holt-Reid.

Entretanto, Yolanda já deu à luz a criança.

Para além das acusações de tentativa de homicídio, Holt-Reid declarou-se culpado em relação às acusações de sequestro e posse de armas. Ele pode vir a ser condenado a 20 anos de prisão e pagar mais $35,000 em multas se for condenado em Junho próximo.

Fonte


Feministas como a like Robyn Marty fazem pouco das declarações de pessoas como o Republicano Rep. Glenn Gruenhagen por este afirmar o óbvio: alguns homens com "uma visão pervertida das mulheres" usam o aborto como forma explorarão. No entanto, não é difícil observar que Glenn Gruenhagen está correcto.

O aborto é uma violência (terminal) contra o ser humano que se encontra no ventre materno mas também uma práctica demoníaca que escraviza as mulheres.

O lobby feminista - que não se preocupa com a saúde das mulheres mas sim em formas de usar as mulheres para avançar com a sua visão marxista para a sociedade - não tem resposta para o facto do aborto ser um acto de violência contra as mulheres.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Se vai comentar para defender a legalização do aborto veja primeiro este video. Caso mantenha a decisão de comentar para apoiar a legalização da matança dos fracos e inocentes, escusa de perder tempo. O seu comentário não será publicado.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...